Em 24 de novembro de 1891, por meio da Lei n.o 19, foi autorizada a criação, na capital do Estado de São Paulo, de uma “Academia de Medicina, Cirurgia e Farmácia”. No dia 12 de outubro de 1898 foi criada a Escola de Pharmácia e em 11 de fevereiro de 1899 foi instalado o curso com 11 alunos matriculados, sendo que 9 deles obtiveram o diploma de farmacêutico em 1901. O curso era de 3 anos de duração para obtenção do título de Farmacêutico e mais um ano para a obtenção do título de Bacharel em Ciências Naturais e Farmacêuticas. A primeira sede localizava-se na Rua Brigadeiro Tobias, esquina com a Ladeira Santa Efigênia (Fig01), em São Paulo, Capital. A Escola de Pharmácia foi transferida para a Rua Marquês de Três Rios no ano de 1905 (Fig02).
Pelo Decreto número 6.283, de 25 de janeiro de 1934 foi criada a Universidade de São Paulo, pertencente ao governo do Estado de São Paulo. Como parte integrante dessa nova Universidade, foi criada a Faculdade de Farmácia e Odontologia. Em 1954, houve grande reformulação do currículo, com a inclusão das disciplinas básicas biológicas.
Em 1957, o curso passou de três para quatro anos. A Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira, foi o novo destino da Faculdade.
A turma de 1962, com quatro anos de curso, reivindica e recebe o título de Farmacêutico-Bioquímico, título, depois aplicado também à turma de 1961. No dia 15 de dezembro de 1962, desmembrou-se a Faculdade de Farmácia e Odontologia, criando-se a Faculdade de Farmácia e Bioquímica.
No início de 1963 foi decidido que o Curso diurno seria ministrado em 10 semestres e o curso noturno em 12 semestres. No início de 1965, a Faculdade de Farmácia e Bioquímica transfere-se definitivamente para a Cidade Universitária. Em 1968, foi introduzido o currículo mínimo federal pelo Conselho Federal de Educação.
Com a reforma universitária, a partir de 1970, foi introduzida nova estrutura organizacional, curricular e política na Universidade de São Paulo. Foram criados os Institutos básicos que se encarregaram do ensino e pesquisa nas matérias básicas, e as unidades encarregadas do ensino e da pesquisa profissionalizantes.
A Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo surgiu com a “reforma da Universidade”, inserida no Artigo 5.o do Estatuto aprovado pelo Decreto n.o 52.326 de 16.12.1969, do Governo do Estado de São Paulo. O curso de graduação, em 1969, em função do currículo mínimo federal passou por modificações. Foi criado o curso de Farmácia, de 7 semestres (Farmacêutico) e as modalidades Farmácia Industrial (Farmacêutico Industrial) e Farmácia - Saúde Pública (Farmacêutico de Saúde Pública) ambos com 10 semestres.
Com a reforma universitária, foram criadas as modalidades: Farmácia e Bioquímica - Modalidade Fármaco e Medicamentos e Modalidade Análises Clínicas e Toxicológicas, com 10 semestres no diurno e 12 semestres no noturno. O curso de Farmácia de 7 semestres foi extinto em 1980. Em 1977 foi criada a Modalidade Alimentos.
A pós-graduação foi introduzida em 1968, com o programa de mestrado e doutorado em Ciência dos Alimentos. Em 1972, dentro das novas normas da USP, foram criados os cursos de "Pós-Graduação em Análises Clínicas e Toxicológicas" e "Tecnologia Bioquímico-Farmacêutica", ambos em nível de mestrado. Atualmente, todos os programas de pós-graduação também oferecem o curso de Doutorado. A Faculdade de Ciências Farmacêuticas dedica-se à trilogia ensino, pesquisa e extensão, tendo como objeto, o medicamento, o alimento, o cosméstico, as análises clínicas e a toxicologia. Em 2018 a FCF/USP completará 120 anos de história. Vamos comemorar!!


Profa. Dra. Primavera Borelli - Diretora
Prof. Dr. Adalberto Pessoa Junior - Vice-Diretor
Comissão Organizadora das Comemorações dos 120 anos da FCF/USP
  • Prof. Dr. Adalberto Pessoa Junior – Presidente
  • Prof. Dr. Thomas Prates Ong
  • Prof. Dr. Ricardo Ambrósio Fock
  • Profa. Dra. Carlota Rangel Yagui
  • Prof. Dr. Hélio Alexandre Stefani
  • Profa. Dra. Marina Ishii
  • Profa. Dra. Eliane Ribeiro
  • Profa. Dra. Tania Markourakis
  • Profa. Dra. Irene da Silva Soares
  • Rosana Martins

 

 

 

Comissão Organizadora

Prof. Dr. Adalberto Pessoa Junior       -   Marcelo Sylvestre       -   Everton Medeiros de Jesus